Archive for the ‘Simplicidade’ Category

Uma verdade inconveniente

abril 6, 2008

Evolução TecnológicaHá algo no mundo das tecnologias que nos incomoda de maneira radical. Em nenhum momento da história da humanidade, num período tão curto (como foi o século XX) evoluiu-se tanto. Se olharmos para o passado, descobriremos que o tempo simplesmente parecia infinito. Cem anos pareciam mil. No século XX deu-se o contrário, nos parece ter vivido 1000 anos em 100. Em particular quando olhamos sob a ótica do aparato técnico e da gigantesca ebulição tecnológica.

Ainda assim, estamos descontentes. Algumas tecnologias são exageradamente limitantes. Era melhor que não nos tivessem oferecido. Um telefone celular padrão parece mais animalzinho indefeso atravessando uma rua perigosamente movimentada. Nossa TV ainda não consegue ser um objeto convergente (estou falando de mídias convergentes). Não é possível que as estações de rádio ainda não possam simplesmente ser um sinal de satélite múltiplo, e você possa ouvir no carro sua estação onde você estiver, sem ter que pagar o preço de uma conexão estelar. Que as mídias impressas ainda não tenham imbricado em sua totalidade para se transformar num conteúdo digital de autoformato e interativo com seus assinantes. Os sites dos jornais impressos são apenas um arremedo do jornal em papel. Se você começar olhar sob o prisma do avanço tecnológico, com um pouco de detalhe e olhar crítico, verá que nosso mundo é velho, velho como o século XVI. Velho como aquelas lâmpadas de queresone que iluminavam as ruas. Tão velho que até nossa vovozinha é capaz de perceber.

Ela acha ridículo o fato de um caixa eletrônico de banco (aquelas ATMS horrorosas) não poder conversar amigavelmente com ela, mas insistir em lhe pedir uma senha de 20 dígitos que ela simplesmente não poderia lembrar, nem aqui nem na China.

Simples ou Complexo?

abril 2, 2008

Olá, vamos começar este “empreendimento” blogueiro com o pé direito e um post bem “simples”. Falarei sobre Simplicidade.

Desde os tempos mais primórdios muitas pessoas comentam sobre este tema, principalmente agora quando contextualizamos no mundo tecnológico altamente complexo cheio de bits, bytes, DVD’S, Menus, Tutoriais e etc. Todo mundo se pergunta porque grandes produtos como Google, Skpye, Ipod, Yahoo fazem tanto sucesso no mundo digital? A resposta é simples como o título do post. Todos são simples e usuais.

Iphone  Ipod Google

Este foi o principal desafio do grande americano-japonês Johh Maeda, onde escreve um livro tentando balancear a simplicidade e complexidade nos negócios, tecnologia e design dando diretrizes e orientações de como melhorar esta “arte”.  Ele criou leis que se aplicam em qualquer tipo de negócio. Vejam as leis.

Lei 1: Reduzir.
Lei 2: Organizar.
Lei 3: Simplicidade ajuda a ganhar tempo e agilidade.
Lei 4: Muito conhecimento tornam as coisas simples.
Lei 5: As diferenças entre ambos.
Lei 6: Contextualizar.
Lei 7: Que traga emoção, emocionar.
Lei 8: Passe confiança e credibilidade.
Lei 9: Fracasso, nem tudo pode ser simples.
Lei 10: Subtrair o obvio e adicionar o útil.

Também achei algumas frases relacionadas ao assunto de grandes ícones de nossa história.  

“Estética, harmonia, graça e equilíbrio dependem da simplicidade” – Platão

“A simplicidade é o último grau de sofisticação” – Leonardo da Vinci

“A arte é a eliminação do que é desnecessário” – Pablo Picasso

“A verdade pode ser encontrada na simplicidade, nunca na multiplicidade e confusão das coisas” – Isaac Newton

“Na arte, quando forte fina e superior, a simplicidade resulta sempre de um violento esforço” – Eça de Queiroz

O que vocês acham sobre isso?

+ sobre John Maeda
http://www.maedastudio.com/
http://lawsofsimplicity.com/
http://weblogs.media.mit.edu/SIMPLICITY/
http://en.wikipedia.org/wiki/John_Maeda