Uma verdade inconveniente

by

Evolução TecnológicaHá algo no mundo das tecnologias que nos incomoda de maneira radical. Em nenhum momento da história da humanidade, num período tão curto (como foi o século XX) evoluiu-se tanto. Se olharmos para o passado, descobriremos que o tempo simplesmente parecia infinito. Cem anos pareciam mil. No século XX deu-se o contrário, nos parece ter vivido 1000 anos em 100. Em particular quando olhamos sob a ótica do aparato técnico e da gigantesca ebulição tecnológica.

Ainda assim, estamos descontentes. Algumas tecnologias são exageradamente limitantes. Era melhor que não nos tivessem oferecido. Um telefone celular padrão parece mais animalzinho indefeso atravessando uma rua perigosamente movimentada. Nossa TV ainda não consegue ser um objeto convergente (estou falando de mídias convergentes). Não é possível que as estações de rádio ainda não possam simplesmente ser um sinal de satélite múltiplo, e você possa ouvir no carro sua estação onde você estiver, sem ter que pagar o preço de uma conexão estelar. Que as mídias impressas ainda não tenham imbricado em sua totalidade para se transformar num conteúdo digital de autoformato e interativo com seus assinantes. Os sites dos jornais impressos são apenas um arremedo do jornal em papel. Se você começar olhar sob o prisma do avanço tecnológico, com um pouco de detalhe e olhar crítico, verá que nosso mundo é velho, velho como o século XVI. Velho como aquelas lâmpadas de queresone que iluminavam as ruas. Tão velho que até nossa vovozinha é capaz de perceber.

Ela acha ridículo o fato de um caixa eletrônico de banco (aquelas ATMS horrorosas) não poder conversar amigavelmente com ela, mas insistir em lhe pedir uma senha de 20 dígitos que ela simplesmente não poderia lembrar, nem aqui nem na China.

Tags: ,

4 Respostas to “Uma verdade inconveniente”

  1. John Cook (rb) Says:

    O avanço tecnológico não passa de: mais do mesmo.
    Ontem mesmo, em uma roda de conversa, notei como a tecnologia ajuda e atrapalha, estávamos vendo fotos antigas de alguns amigos. Ao me perguntar se eu não tinha fotos para mostra-lhes, me lembrei que tenho apenas fotos digitais das últimas viagens, reuniões, festas, e que, portanto só poderia enviá-las por e-mail, ou quem sabe imprimi-las na loja mais próxima após selecionar cada foto interessante entre mais de 2.000 fotos. Tudo isso é claro, se alguma foto for realmente interessante.
    O fato é, perdi a oportunidade de dividir com os amigos parte de minha história.

  2. Eduardo Robles Says:

    Atualiza o blog!!!

  3. eu Says:

    Ah você não tem um Note, um Pda, ou ao meno um mp4 ?
    Não culpe a tecnologia, se você não tem suporte, Imprime as fotos uaai!

    Haha brincadeiras a parte.

    A diferença é que quando não se tinha camera digital, não tirávamos fotos de qualquer coisa, afinal filme custava caro.. e agente sempre ficava com receio, agora, é tudo free, tudo lindo, você ganhou a oportunidade de capatar mais momentos da sua vida, ou captar mais 2000 fotos do seu miguxos..
    É opção!

    Cara fica triste não depois você poe as foto em um fotolog, e manda o link para eles por email ok!

  4. Thiago Luiz Torquato Says:

    O blog morreu? Pena.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: